Previsão de salário mínimo cai de R$ 969 para R$ 965 em 2018

Em mensagem modificativa do Projeto de Lei Orçamentário Anual (PLOA) de 2018, o governo diminuiu o valor estimado para o salário mínimo em 2018, saindo dos R$ 969 esperados para R$ 965. A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (30/10) pelo ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Nos parâmetros da equipe econômica, o governo reduziu a projeção da taxa Selic para 2017 e 2018, saindo de 8,25% ao ano para 7,3% ao ano, e de 8% ao ano para 7,25% ao ano, respectivamente. Sendo assim, o governo aposta numa massa salarial nominal maior em 2018. No relatório, a expectativa saiu de 5,7% para 6,1%. Em relação ao crescimento econômico, o Executivo manteve a previsão de expansão em 2%.

O déficit da Previdência Social no regime geral tende a continuar em crescimento em 2018, registrando R$ 192,8 bilhões de rombo no ano. O resultado decorre de um crescimento de 6,5% em relação à previsão de 2017.

Na visão da equipe econômica, a dívida bruta do governo deve chegar a 80% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 e alcançar 80,7% ao final de 2019.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, explicou que a redução da estimativa do salário mínimo. “Essa é uma projeção, o governo não está fixando o salário mínimo. O valor do mínimo será definido em janeiro com base nas estimativas de inflação feitas em dezembro. O governo não tem a liberdade de escolher o salário mínimo, deve aplicar a variação do INPC. O governo não pode conceder nem a menos e nem a mais”, argumentou.

Dyogo disse também que, como o mercado de trabalho tem reagido de maneira positiva, a projeção para a alta da massa salarial em 2018 também ficou maior.

Com informações da Agência Estado

Recomendado para você:

URGENTE: Governo baixa ainda mais previsão de salário mínimo para 2018

A revisão das projeções econômicas para 2018 levou o governo a reduzir o salário mínimo para o próximo ano. O valor de R$ 979 que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) passará para R$ 969 durante a elaboração do Orçamento.

A redução ocorreu por causa da queda na projeção de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2017. No fim de julho, o governo tinha revisado a estimativa para a inflação oficial de 4,3% para 3,7%.

Por lei, até 2019, o salário mínimo será definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), indicador próximo ao IPCA, do ano anterior. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018.

De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o valor do salário mínimo pode mudar até o início do próximo ano. Segundo ele, o Orçamento trabalha apenas com estimativas. “O salário mínimo só será conhecido em janeiro. Até lá, várias coisas podem mudar”, declarou.

Edição: Amanda Cieglinski

Fonte: Ebc

Recomendado para você: